ttd_brasil

Você pode ser o que você quiser – Não mate o seus sonhos e nem o sonho dos outros!

Viramos uma sociedade julgadora, onde julgamos tudo o que não entendemos como se fossemos PERITOS no assunto.

Estava eu, agora pouco, olhando o meu canal do youtube e apareceu uma publicação do canal “ME POUPE” da Nath (a diva das finanças e dos juros compostos), nessa publicação ela mostrava um cartaz onde uma pessoa devia 800mil reais e pagou tudo com 40mil reais…e pasmem: ainda faturou no ano seguinte 1 milhão. Muita gente torceu o nariz e falou abobrinhas…

Bom, eu como já fui um DEVEDOR de milhões tenho “certa propriedade” para falar sobre.

Em 2008 eu acumulei uma dívida de quase 200mil reais (quase, pq aí já entrava os juros abusivos sobre juros abusivos) e que pouco tempo depois (em um lapso de 1 ano) pagando partes dela chegou aos 1.310.000,98 (UM MILHÃO TREZENTOS E 10 MIL COM 98 CENTAVOS). Pena que já queimei as cartas e já paguei a dívida (essa não é pena não, ainda bem que me livrei dessa provação).

Mas vamos lá, eles estavam me cobrando MUITO MAIS do que eu devia e eu negociei da melhor forma que podia (à vista daria algo em torno de 78 mil – não lembro os valores exatos, mas era mais ou menos isso). Paguei por 6 anos e alguma coisa (80x) quase 3 mil mensais, juntando com a empresa, funcionários e tudo mais… eu tinha que desembolsar um carro popular todos os meses… no final paguei BEM MENOS do que eles pediam e sim ISSO É POSSÍVEL.

Eu fiquei 5 anos da minha vida dormindo 4 horas, eu quase virei um zumbi…

Era trabalho, trabalho, trabalho… para poder pagar tudo…

mas continuando…

Quando não conhecemos algo devemos, antes de tudo, aprender sobre aquilo antes de sair por aí falando “verdades” que são “papo furado”. Se você não sabe/não entende é melhor buscar (antes de tudo) entender o assunto. Eu faço isso: não sei? Fico frio. Sei e isso pode ofender alguém? Fico frio. Sei e isso pode ajudar alguém? Aí eu falo! Essa deveria ser a regra de toda internet… mas bem…

Depois que paguei as dívidas eu decidi relaxar, trabalhar menos, me estressar menos e com isso vieram julgamentos de pessoas que nem me conhecem: olha lá tem pouco casamento, olha lá faz poucos ensaios, olha lá não tem mais estúdio, olha lá ele não dá mais aula presencial, olha lá ele vai ser aposentar dos casamento, olha lá heim…

Gente, quando foi que vocês pararam de viver e começaram a julgar todos por suas decisões?

Sim é possível pagar um dívida com um valor menor negociando, sim é possível você diminuir o trabalho se você quiser, sim é possível você mudar de emprego ou trabalho se quiser, VOCÊ PODE SER O QUE VOCÊ QUISER.

A única coisa que devemos saber é que toda escolha há uma renúncia e toda renúncia vem de uma escolha.

Eu escolhi ser feliz, eu escolhi não ter boleto de carro, eu escolhi não ter boleto de casa, eu escolhi não ter boleto de aluguel, eu escolhi que eu tenho que viver a minha vida para mim e para a minha família… e essa escolha não tem dinheiro que pague.

Todos temos esse “poder” de escolha, basta nos planejarmos e entendermos que a vida é um sopro, ela passa muito rápido para nos importarmos com coisas desnecessárias ou coisas que não nos trazem satisfação.

Não me entenda mal, não estou dizendo para desistir dos seus sonhos, se seu sonho é ter coisas… siga o seu sonho… o meu não é. E Está tudo bem, todos possuímos sonhos e realizações diferentes.

Muitas vezes vivemos a nossa vida para impressionar os outros e isso nos torna vazios e sem propósito. Se existe um propósito na vida… creio eu que seja: SER FELIZ e propiciar felicidade para quem conseguimos propiciar.

Sobre finanças: se possível não deva, se dever renegocie. Se possível guarde dinheiro, se não for possível tente economizar para guardar. Se possível faça mais de um tipo de previdência. Se possível tenha reserva de emergência (essa eu digo que é muito importante e digo mais: TENHA). Se possível não gaste mais que 50% do seu salário. Se possível…

Meu conselho: viva da forma que você acredita ser a melhor para você, escolha a profissão que você acredita ser melhor para você.

Mude quando quiser mudar, mude de cidade, de emprego, de estilo de vida, viva para você e para sua família.

 

O que as outras pessoas pensam ou falam a seu respeito diz mais sobre elas do que sobre você.

Um forte abraço galera, nos “vemos” no próximo texto.

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *